Image
Voltar ao topo
Exibir menu
12 de maio de 2014

O Poder da Juventude na Cultura Pop

Em um dos melhores registros sobre a juventude, Jon Savage explica como o jovem influenciou a cultura pop e se tornou um público-alvo poderoso ao longo da história. Youth has no age!

Eu adoro tudo relacionado à juventude, por isso acabo lendo (e escrevendo também) bastante a respeito. Numa dessas minhas pesquisas, deparei-me com o livro de Jon Savage“Teenage: The Creation of Youth Culture” –, o qual fala sobre o poder da juventude na cultura pop. O livro nos mostra que o conceito de juventude foi elevado após a Segunda Guerra Mundial, quando representava a inquietação, um grande anseio por mudanças, quebras de paradigmas e novidades dentro dos corações de milhares de jovens ao redor do mundo, principalmente os dos Estados Unidos e Europa. Porém, a sua origem é bem mais antiga do que pensamos.

A publicação de Jon Savage aborda a origem da cultura teen, apontando eventos históricos que contribuíram para o crescimento expressivo da presença do jovem ao longo dos anos – especificamente entre 1875 e 1945 –, como a saída do Reino Unido da era Vitoriana, o poder militar e industrial instaurado pela Alemanha na Segunda Guerra, o crescimento da influência mundial dos EUA, os movimentos de contracultura, entre outros.

Em uma passagem, argumenta: “Na América, os jovens desempregados iam para a estrada, uma reação que exemplificava a energia de um país móvel, jovial: mesmo assim, eles eram vistos como os incubadores em potencial de sentimentos revolucionários. Na Alemanha, eram a matéria bruta para a arregimentação fascista disfarçada de autogoverno. No Reino Unido, se tivessem ânimo, iam fazer caminhadas. Ou então ficavam à toa em grupos rebeldes nas esquinas desertas.”

Savage analisa de perto a formação da juventude na história, explicando que antes os adolescentes tornavam-se adultos mais rápido, além de trazer algumas curiosidades pertinentes ao tema, como a criação da primeira revista dedicada inteiramente a adolescentes – a Seventeen –, a invenção do termo “adolescência”, em 1904, pelo psicólogo G. Stanley Hall, e outras bem legais.

O jovem como centro das atenções

O que conhecemos como juventude atualmente é o produto final de um processo que começou lá atrás, no final do século XIX, e foi transformado ao longo dos anos. O interessante é perceber como essa mudança de papel do jovem também influenciou diretamente a cultura pop, convertida em artifício midiático para inspirar valores condizentes com a ideia de consumismo iniciada na década de 50, estabelecida na década de 80 e que perdura até hoje: instantaneidade, compulsão pelo prazer (fazer o que a gente ama?) e efemeridade.

Beverly Hills 90210

Beverly Hills 90210

Livros como The Wonderful Wizard of Oz (L. Frank Baum, 1900) e Peter Pan, The Boy Who Wouldn’t Grow Up (J.M. Barrie, 1911), que originaram um novo gênero literário para a época. Cantores e bandas precursores de fórmulas e sonoridades desconhecidas: David Bowie, Nirvana, Elvis Presley, The Beatles, etc. Artistas contemporâneos, revolucionários e inovadores de estéticas: Andy Warhol, Banksy, Keith Haring, Damien Hirst, entre outros. Revistas como Rolling Stone, Dazed & Confused, i-D. Programas de TV como “Beverly Hills 90210” (1990-2000), “Dawson’s Creek” (1998-2003) e “The O.C.” (2003-2007) – high school, dramas amorosos, dilemas da passagem da infância para a vida adulta –, ou até mesmo “LOST” (2004-2010) – um dos principais exemplos do engajamento na era digital. E diversos outros produtos da cultura pop que fizeram do jovem um público-alvo poderoso e ao mesmo tempo transformaram o significado do que é ser jovem hoje em dia. Juventude não é mais um dado demográfico, é um estado de espírito.

O trabalho de Jon Savage merece ser acompanhado de perto, e nem é porque sou fã, mas porque ele é autoridade no tema juventude. Tanto que “Teenage: The Creation of Youth Culture” inspirou uma adaptação para o cinema dirigida por Matt Wolf, intitulada “Teenage”, a qual também é digna de atenção. Através de colagens de imagens raras, diários, jornais e relatos, Wolf criou um comovente tributo à ousadia adolescente, fácil de visualizar como um mural.

Espero que você goste. Depois deixe seu comentário ali embaixo.

/ Para saber mais:
A Criação da Juventude, por Jon Savage

A Criação da Juventude

Há uma versão do livro em português, publicada pela Editora Rocco, que você pode adquirir aqui. Espero que você aprenda algo interessante com essa leitura!

 

/ Gostou deste post? Então experimente nossa newsletter semanal. Assine nossa newsletter.

/

Criador do @cultpopshow, amante de cultura pop e boas conversas. Faminto por novas ideias e fascinado pela história da juventude. Ama ler, escrever, ouvir músicas e assistir a séries de TV.

  • EduFonCK

    Acredito muito que ser jovem nos dias de hoje está relacionado ao mind set de cada um. Está cada vez mais presente nos dias de hoje e certamente a discussão à respeito renderia muitos e muitos posts. Parabéns pelo texto Dan! Um abraço!

  • Isa Vichi

    Poxa, já coloquei o livro na minha lista de desejados!! Valeu pela dica! Adorei! Isa – LidoLendo.

/CultPopShow © 2008-2014. Todos os direitos reservados.   |   Agência WCK