Image
Voltar ao topo
Exibir menu
5 de maio de 2014

O que é preciso para mudar o mundo?

Na era da globalização, na qual o foco é o exercício da singularidade e a criatividade é constante, o que é preciso para mudar o mundo?

Criei no dia 25 de fevereiro o 365 Soluções Para Uma Vida Melhor, um projeto relativamente simples de missões diárias que fazem com que tenhamos uma vida mais agradável. São atitudes fáceis como atravessar na faixa de pedestre ou sorrir para estranhos.

A partir desse projeto veio o convite: falar sobre o que fazer para mudar o mundo. Na ocasião, alguns autores me vieram à cabeça, mas ninguém falava sobre mudanças efetivas, que estão ali, até que me deparei com o psicanalista Jorge Forbes.

Confesso que tenho um apego a referências e acredito que na construção de qualquer texto ou pensamento elas são essenciais, por isso demorei tanto a escrever este texto. Odeio, porém, a reprodução preguiçosa de trechos e citações contínuas, me parece uma criança gritando: “Olha mãe, olha o que eu fiz!”, então vou me limitar a resumir um pouco do pensamento de Forbes.

Para o psicanalista estamos na era da globalização, ou do amor. Depois de algumas eras, como a da natureza – aquela primordial –, na qual se agia pelo instinto e da era industrial, que a sociedade era vertical e padrões eram impostos desde a forma como se trabalhava até como uma família deveria ser estruturada.

Na era da globalização o foco é o exercício da singularidade”

Na era da globalização o foco é o exercício da singularidade, onde a criatividade é constante e o amor ganha traços de liberdade e papel de combustível.

É o amor que nos move, foi ele que nos levou às ruas em junho do último ano, amor pelos que estavam nas ruas quando a polícia militar distribuía bombas de gás lacrimogênio. Foi o amor pelos que lutavam por direitos coletivos, mesmo que fossem “apenas” 20 centavos que nos fez sair da inércia em que vivíamos.

Esse amor nasce da identificação. Nós nos identificamos com as pessoas comuns, com os problemas do transporte público, com a dor de uma injustiça.

Ao mergulhar nos textos de Forbes – a grande maioria disponível em seu site (aqui) –, é possível notar sua crença de que estamos caminhando para melhoras sociais expressivas, e todas elas se dão no âmbito do individual, portanto o “365 Soluções Para Uma Vida Melhor” faz mais sentido do que nunca.

Mudanças são necessárias, em especial em um país como o nosso, onde discrepâncias sociais são tão gritantes. Muitos clamam por revoluções, mas no fim das contas é preciso algo mais individual.

Por que as atitudes podem sim mudar o mundo, e com um combustível tão universal e praticamente infindável quanto o amor, oriundo da identificação pelos problemas alheios, sabemos que estamos no caminho certo.

/ Gostou deste post? Então experimente nossa newsletter semanal. Assine nossa newsletter.

/

Formado em relações públicas e jornalista de coração. Repórter do iGay, o canal de conteúdo LGBT, se divide entre a redação e seus 50 mil projetos.

/CultPopShow © 2008-2014. Todos os direitos reservados.   |   Agência WCK